10 Filmes inspirados em serial killers da vida real

Posted on - in Diovana, Especial Halloween, Filmes, Lista, Serial Killer
Filmes com serial killers já dá aquele frio na espinha, imagina quando descobrimos que foram inspirados em casos reais, a paranoia aumenta e o medo também, não é mesmo? Em mais um Especial de Halloween, a Pinguim traz uma lista incrível com filmes em que houve uma inspiração ou foi baseado na vida de psicopatas reais. Já se prepara para uma maratona assustadora e aproveita que o Halloween está aí, mas vele lembrar que serve para qualquer data, viu?
É inegável o sucesso que filmes com essa temática alcançam, sendo assim é importante frisar que nem todos desta lista retratam totalmente, de maneira fiel, os acontecimentos, casos e/ou vida dos assassinos em série. Enfim, preparados?

Cidadão X (1995)

Cidadão X | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
 Título original: Citizen X • Direção: Chris Gerolmo

Sinopse: Na Moscou de 1982, vários corpos mutilados de crianças de ambos os sexos são encontrados em covas rasas numa floresta. O perito forense Viktor Burakov é promovido a investigador, mas acaba batendo de frente com seus superiores, que não admitem que um serial killer esteja atacando na União Soviética – afinal, isso seria exclusividade do inimigo ocidental. Enredado pela burocracia e por tramoias políticas, Burakov vê o caso arrastar-se durante anos, com novas vítimas aparecendo a todo instante. 

O filme conta a história de Andrei Romanovich Chikatilo, mais conhecido como o “Monstro de Rostov”, um dos mais terríveis serial killer conhecido. O psicopata matou mais de 50 pessoas, entre eles seus alvos costumavam ser em sua grande maioria crianças e mulheres jovens, que estuprava e mutilava além de matar. Os assassinatos ocorreram de 1978 a 1990. Cidadão X é baseado em um livro escrito por Robert Cullen, chamado The Killer Department. Um dos focos do filme é retratar toda a burocracia e despreparo da União Soviética ao lidar com um caso como esse, visto que acreditavam que serial killers era um sintoma da decadência do capitalismo. Sendo assim, a policia teve que entrar em uma busca às cegas pelo assassino em série, uma vez que não possuíam pistas sobre a identidade do psicopata. É um filme interessante para se observar a mente do criminoso e de quebra aprender um pouco sobre o contexto histórico da época. 

O Silêncio dos Inocentes (1991)

O Silêncio dos Inocentes | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real

Título original: The Silence of the Lambs • Direção: Jonathan Demme

Sinopse: Clarice Starling (Jodie Foster), agente novata do FBI, procura por um assassino que ataca mulheres jovens e depois retira suas peles, conhecido como Buffalo Bill. Para construir o perfil psicológico deste psicopata, recorre à ajuda de um assassino preso que agia de forma semelhante. É o dr. Hannibal Lecter (Anthony Hopkins), um psiquiatra canibal. Lecter, de fato, pode ajudar na investigação, mas quer em troca um local mais confortável para ficar preso. E quer também se aproximar da durona Clarice, para que ela fale de seus traumas e revele seu lado vulnerável. A história mescla o horror dos crimes bárbaros com o horror psicológico que Lecter faz emergir.

O clássico O Silêncio dos Inocentes buscou mesclar a personalidade de três grandes serial killers a fim de desenvolver o seu próprio, são eles: Ed Gein assassino em série que costumava vestir-se com a pele de suas vítimas, o que remete ao também modus operandi do Buffalo Bill; Ted Bundy, que utilizava a técnica do gesso falso para atrair suas vítimas, assim como o psicopata do filme e Gary Heidnik, que mantinha suas vítimas, todas mulheres, em um poço, onde alimentava elas muito mal, antes de causar outros tipos de tortura. O escritor do livro que deu base ao filme também se inspirou em o um assassino mexicano chamado Alfredo Balli para desenvolver o serial killer Hannibal Lector. O Silêncio dos Inocentes é um filme incrível, lembro de quando assisti que fiquei extremamente nervosa em várias cenas, o clima de tensão é o responsável por tal sensação e toda a narrativa é bem construída. Enfim, assistam, pois além de conter vários traços das personalidades de serial killers da vida real, ainda temos a vantagem de que é um filme clássico e, acima de tudo, de uma qualidade excepcional. Inclusive, ganhou 5 Oscar, então não tem como refutar o que a Pinguim está dizendo.
Uma curiosidade: O escritor anotava informações, que lia de notícias de jornais, em um caderno e daí tirou inspiração para traçar a personalidade do Buffalo Bill. 

Monster – Desejo Assassino (2003)

Monster - Desejo Assassino | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real

Título original: Monster  • Direção: Patty Jenkins

Sinopse: Vítima de abusos durante a infância, Aileen Wuornos (Charlize Theron) tornou-se prostituta ainda na adolescência. Ela está prestes a acabar com a própria vida quando conhece Selby (Christina Ricci), uma jovem lésbica com quem acaba se envolvendo. Certa noite, depois de ser agredida por um cliente, Aileen acaba matando o sujeito. O incidente desencadeia uma série de outros assassinatos, que faz com que ela fique conhecida como sendo a primeira serial killer dos Estados Unidos.

Aileen Wournos, também conhecida como “Donzela da Morte”, foi uma prostituta, que ao ser estuprada por um cliente o mata em sua própria defesa, devido a isso larga a profissão, mas acaba voltando por dificuldades em conseguir emprego, com seu retorno inicia-se uma série de assassinato, sendo um mais brutal que o outro. Acreditava que cada um dos seus clientes a estuprariam assim como o primeiro. Aileen foi responsável por, ao menos, 6 homens no final da década de 80 e início da década de 90. O filme tem um tom biográfico, a diretora optou por contar a vida da serial killer e mostrar além de seus assassinatos, como era todo o contexto por trás disso, afinal tudo sempre tem um porquê. Monster rendeu o Oscar de Melhor Atriz para Charlize.
Um fato interessante é que a diretora conseguiu bastante material para produzir o longa, escrevendo cartas para Aileen antes da sua execução, além de obter material do julgamento e também através de conversas que teve com a serial killer. Interessante, né? Se você procura um filme que retrata de maneira mais próxima da realidade e desenvolve a história por trás dos assassinatos, esse filme, sem dúvidas, é para você.

Zodíaco (2007)

Zodíaco | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real

Título original: Zodiac • Direção: David Fincher

Sinopse:  Três cartas diferentes chegam aos jornais San Francisco Chronicle, San Francisco Examiner e Vallejo Times-Herald, enviadas pelo mesmo remetente. A carta enviada ao Chronicle trazia a confissão de um assassino e as três juntas formavam um código que supostamente revelaria a identidade do criminoso. O assassino exigia que as cartas fossem publicadas, caso contrário mais pessoas morreriam. Um casal de Salinas consegue decodificar a mensagem, mas é Robert Graysmith (Jake Gyllenhaal), um tímido cartunista, quem descobre sua intenção oculta: uma referência ao filme “Zaroff, o Caçador de Vidas”. Os assassinatos e as cartas se sucedem, provocando pânico na população de San Francisco.

O longa é baseado no livro homônimo de Robert Graysmith que traz relatos do caso que envolve o assassino do Zodíaco. Com a identidade não descoberta e a investigação não resolvida, o serial killer atuou de 1960 até 1970, sendo um dos mais famosos casos de São Francisco. O filme narra, sob o ponto de vista de Graysmith, os acontecimentos entre o primeiro e último ataque do assassino em série, mostrando toda a sua racionalidade, inteligência e meticulosidade. Temos os enigmas enviados aos jornais e a busca por qualquer pista que leve os investigadores a chegar perto da identidade do psicopata. Com o mesmo clima de Seven, o longa mostra os assassinatos brutais, que eram realizados por prazer sexual, o caracterizando como um sádico, a busca dos policiais pelo Zodíaco e a provocação com a imprensa. Acredite, tudo isso vai te deixar, no mínimo, nervoso. 

Dahmer – Mente Assassina (2002)

Dahmer - Mente Assassina | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
Título original: Dahmer • Direção: David Jacobson

Sinopse: Um açougueiro. Um animal. Um monstro. Jeffrey Lionel Dahmer foi crucificado quando as autoridades descobriram que ele havia assassinado, desmembrado e consumido partes dos corpos de 17 jovens rapazes em Milwaukee, no estado de Wisconsin. Mas será que existe algo como um monstro humano? Partindo de algum ponto entre a crença popular e fatos históricos, Dahmer ousa explorar a verdade sobre um homem que muitos rotularam como uma aberração da natureza, mas que certamente foi um ser humano que viveu e respirou. Inspirado por acontecimentos reais, este filme o transportará para a mente doentia deste solitário operário e examinará as maneiras pelas quais a sua distorcida dor pessoal o levou ao extremo da crueldade humana

Dessa lista, talvez, Dahmer – Mente Assassina seja o filme que mais tenha um viés psicológico, pois busca quebrar com a crença que tinha se criado a respeito do Serial Killer ser um monstro, no sentido literal da coisa, acho que vocês entenderam. Assim como Monster – Desejo Assassino, o filme busca, além de retratar os crimes hediondos, contar a vida por trás do “Canibal de Milwaukee”, além de trazer uma narrativa não-linear mesclando momentos da sua adolescência com as cenas dos seus assassinatos. A mente doentia de Dahmer será ponto central da trama, teremos uma análise das maneiras pelas quais a sua dor  pessoal distorcida o levou ao extremo da crueldade humana. Uma obra interessante para entender melhor como funciona a mente dos assassinos em série.

Nota da Pinguim: Estreará em Novembro, o filme Meu Amigo Dahmer, baseado em uma HQ homônima, escrita por Derf Backderf que conviveu com Dahmer no ensino médio e, portanto, conta sobre a juventude do serial killer.

Leia também:

Gacy (2003)

Gacy | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real

Título original: Gacy • Direção: Clive Saunders

Sinopse: Em 1978, a polícia de Chicago fez uma busca na casa n° 8213 da West Summerdale Avenue, interrogando seu morador, John Wayne Gacy, palhaço amador muito querido pelas crianças da cidade e que dificilmente cometeria algum crime. Leve engano. Antes de deixarem o local um dos policiais estranhou um cheiro desagradável na casa; “É só um entupimento nos canos de esgoto”, explicou Gacy. Mas os policiais decidiram investigar mesmo assim. No porão, sob um alçapão oculto, foram encontrados os restos de 29 garotos entre 9 e 27 anos, com sinais de tortura, violências sexuais e estrangulamento.

Se Pennywise já assusta e é apenas um personagem fictício,imagina um palhaço serial killer que existe mesmo, o medo já toma conta, não é mesmo? Detalhe, o Stephen King se inspirou realmente em John Wayne Gacy, que ficou conhecido como o “Palhaço Assassino”. Não é a toa, né? Gacy torturou, estuprou e assassinou 29 garotos e homens, isso foi só o que encontraram enterrados em sua casa, fora todos os outros não descobertos, que estimavam ser, ao menos, 33 assassinatos. O palhaço atuou de 1972 até 1978 e alegava que os atos hediondos que cometia eram realizados por uma de suas personalidades, o palhaço. No mínimo, bizarro. O longa é também uma cinebiografia e mostra um homem que supostamente era um exemplo de pai, marido e vizinho, mas que debaixo de toda essa camada escondia algo sombrio. É daqueles casos que faz a gente desconfiar até da nossa sombra, porque nunca sabemos tudo a respeito das pessoas. Preparados para ficar paranoicos?
Leia também: 

Helter Skelter (2004)

Helter Skelter | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
Título original: Helter Skelter • Direção: John Gray

Sinopse: Linda Kasabian (Clea DuVall) é uma jovem mulher que tem uma pequena filha, Tanya. Sem ter para onde ir, ela acaba indo viver com Charles Manson (Jeremy Davies) e sua “família.” Logo ela descobriria, para seu desespero,  que os membros da “família”, orientados por Manson, cometiam brutais mortes. As vítimas eram desconhecidos, mas na visão ensandecida de Manson o que faziam era algo positivo. Os integrantes da “família” se divertiam em executar pessoas, mas aquele ritual para Linda era inaceitável, sendo doloroso para ela ser obrigada a participar destes acontecimentos. A vida de Linda, como as dos outros membros do grupo, gira ao redor de Manson, que está desesperado em gravar seu disco e também frustrado com o progresso lento que está sendo obtido por seu protetor, Dennis Wilson (Christopher Jacobs). Manson está certo que uma guerra internacional entre brancos e negros acontecerá em razão dos assassinatos cometidos por sua “família”, pois ele tenta fazer parecer que os crimes foram cometidos por negros – os quais Manson detesta -, o que faria com que os brancos queiram acabar com os negros.

O filme é baseado em um livro escrito por Vincent Bugliosi, promotor do processo criminal da família Manson, na verdade Helter Skelter é um longa-metragem para a TV, ou seja, ao invés de ter estreado nos cinemas, foi lançado na TV e também conta com uma duração maior. Enfim, Helter Skelter conta os assassinatos cometidos pela família Manson, mais especificamente, sobre o caso Tate-LaBianca, que aconteceu em 1969. Os membros dessa família eram manipulados por Charles Manson, o líder da seita, que fazia com que seus seguidores acreditassem que ele fosse Jesus Cristo, usava referências da Bíblia para convencer os membros a roubar e até matar por ele. Nas cenas do crime escreviam Helter Skelter e Porco com o sangue das vítimas. Insano demais, não é mesmo?

O longa-metragem busca mostrar tudo isso, além de contar sobre como funcionava a comunidade da qual denominava família, como um grupo hippie, só que ao invés de pregar “paz e amor”, ele queria gerar o caos mesmo.

Curiosidades: Manson setenciado à pena de morte, mas não chegou a cumprir, de fato, pois houve mudança na lei penal do Estado da Califórnia e portanto sua pena foi alterada para prisão perpetua, sendo assim, segue cumprindo a pena. Outra curiosidade é que Helter Skelter é o nome de uma música dos Beatles, Manson dizia que os Beatles enviavam mensagens para ele através de suas músicas, muito doido, né?

Psicose (1960)

Psicose | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
Título original: Psicose • Direção: Alfred Hitchcock

Sinopse: Após roubar 40 mil dólares para se casar com o namorado, uma mulher foge durante uma tempestade e decide passar a noite em um hotel que encontra pelo caminho. Ela conhece o educado e nervoso proprietário do estabelecimento, Norman Bates, um jovem com um interesse em taxidermia e com uma relação conturbada com sua mãe. Mas o que parece ser uma simples estadia no local se torna em uma verdadeira noite de terror.

Norman Bates realmente é um personagem fictício, no entanto, para desenvolver o personagem, o escritor do livro Psycho, Robert Bloch buscou inspiração em Ed Gein (Edward Theodore Gein), sim, ele de novo. O livro serviu de base para a adaptação do filme dirigido por Hitchcock. A principal característica que Bates divide com Gein é a relação conturbada com a mãe, o apego psicológico além do normal e a criação deturpada sobre as mulheres embutido por sua mãe, levaram eles a desenvolver traços de psicopatia. É inegável o marco de Psicose para a sétima arte, uma vez que tornou-se um clássico do suspense, além de modificar a forma de apresentar serial killers, todos os filmes que vieram a seguir beberam da fonte de Psicose. Não viu o filme ainda? Então corre para assistir, aproveita que é Halloween e inclui na maratona de filmes. Se preparem para o grande clima de tensão, viu?

O Homem Que Odiava as Mulheres (1968)

O Homem Que Odiava as Mulheres | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
Título original: The Boston Strangler • Direção: Richard Fleischer

Sinopse:  Em 1960, Boston está sendo aterrorizada por uma série de brutais assassinatos de mulheres sem nenhuma aparente ligação, o que dá início a uma caçada humana crescente e aparentemente sem fim. Uma a uma, as vítimas aumentavam, e os assassinatos pareciam cada vez mais que o outro. Até que a polícia captura Albert, um encanador que por não lembrar dos acontecimentos, dificulta as investigações da polícia.

O Homem Que Odiava as Mulheres é adaptado de um livro, chamado “The Boston Strangler” de Gerold Frank. O longa possui um tom documental, o diretor buscou recriar os acontecimentos de forma mais fiel possível. O filme foca em mostrar a investigação antes de apresentar o assassino, portanto, temos o caso sob a visão dos investigadores. Conhecido como o Estrangulador de Boston, Albert DeSalvo assassinou e estuprou 13 mulheres de 1962 à 1964, O Homem Que Odiava as Mulheres retrata bem a violência gráfica para expor isso. A obra consegue adentrar na mente do psicopata e a gente pode acompanhar o processo.

Memórias de Um Assassino (2003)

Memórias de Um Assassino | 10 Filmes inspirados em serial killer da vida real
 Título original: Salinui Chueock • Direção: Joon-ho Bong 

Sinopse: Em 1986, na Coreia do Sul, uma jovem muher é encontrada morta, com marcas de tortura. Os detetives Park Doo-Man e Cho Yong-koo ficam responsáveis pelo caso, o segundo assassinato de uma mulher na cidade. Sem avançar na investigação, os dois não apresentam qualquer suspeita e terão de trabalhar com outro detetive, Seo Tae-Yoon, que está convencido de que é um caso de assassinatos em série. Quando uma terceira mulher é vítima do serial-killer, os detetives começam a encontrar pistas que os levarão até o assassino.

O filme é baseado no primeiro registro oficial de serial killer da Coréia do Sul, muito interessante, não é mesmo? O assassino em série atuou na província de Gyeonggi de 1986 à 1991, uma das marcas dele era atacar suas vítimas em noites chuvosas, apenas. A identidade do serial killer é desconhecida e o filme traz um tom melancólico ao expor os crimes, além de mostrar o quanto todo o caso influenciou na vida de todos os envolvidos. Uma história interessante, uma obra incrível e de uma nacionalidade, que não é americana, Memórias de Um Assassino traz um caso que é um dos primeiros registros de seu país, por conta disso tudo é um filme que devemos conferir e prestigiar.

Enfim, tivemos nessa lista vários filmes interessantes que abordam a vida e os casos de serial killers da vida real, muitos deles os maiores e mais brutais. A Pinguim é meio fascinada por história de assassinos em série, seja livros, filmes ou séries e quando vem acompanhado de baseado em fatos reais, aí o interesse aumenta ainda mais e já vem aquele gelo na espinha. Espero que tenham gostado das indicações, preparem-se para a maratona, se mantenham hidratados e então vamos conhecer a mente de alguns psicopatas mais famosos?

Tagarelem comigo, quais da lista vocês já assistiram? Quais querem assistir? Acrescentariam mais algum a lista?


Acompanhe a Pinguim (doida das psicologia criminal) Tagarela nas redes sociais:

Até a próxima tagarelice e lembrem-se, muitas vezes, quem a gente menos espera é o tal serial killer #medo.


Feliz Halloween, Tagarelas! Confere os posts de Halloween do Sexta Dimensão também, são bem interessantes.

Diovana Vargas

6 Comments

  1. Diovana Vargas

    A gente sempre acaba mudando, né? Eu sou daquelas que sou medrosa, mas sigo firme porque adoro a sensação hahahhah

    Muito obrigada, se assistir algum da lista me chama no insta ou no fb para a gente conversar, adoro saber qual a percepção das outras pessoas.

    Beijos da Pinguim!

    4 anos ago
  2. Diovana Vargas

    É aqueles assuntos que o cinema explorou bastante, mas que se tiver mais, quero! hahaha

    Silêncio dos Inocentes é muito bom, né? Lembro de que quando assisti era de madrugada, fiquei muito tensa durante o filme todo e amei!

    Beijos da Pinguim!

    4 anos ago
  3. Diovana Vargas

    Eu sou um pouco também, mas meio que gosto da sensação sdadjasiojdia

    Muito obriagda!
    Bjs da Pinguim

    4 anos ago
  4. Yana Sofia

    Antigamente eu gostava muitooo de séries e filmes que retratavam esse assunto, mas hoje eu estou mais medrosa, sei lá porque parece que hoje eu encaro isso de forma mais séria e tals kkkk Eu continuo assistindo bastantes filmes do gênero e confesso que fico bastante com bastantes questionamentos existencialistas kkkkk Amei sua lista de filmes, apesar de não ter visto nenhum, apenas de ouvir falar.

    4 anos ago
  5. Clayci

    É um assunto que já foi tão explorado no cinema, mas cada vez mais me interessa. Já vi vário dessa lista e o meu favorito é o Silêncio dos Inocentes =D

    http://www.saidaminhalente.com

    4 anos ago
  6. Unknown

    caramba só de ler as sinopses já tive agonia, eu sou muito fraca psicologicamente pra esses filmes, mas são ótimos pro clima de Halloween mesmo

    Blog Entre Ver e Viver

    4 anos ago

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *