Pinguim Tagarela | Cultura pop e nerd a uma tagarelice de distância! Stranger Things | Momentos marcantes da segunda temporada - Pinguim Tagarela
Tecnologia do Blogger.

Stranger Things | Momentos marcantes da segunda temporada

Por - 27 novembro


Se a primeira temporada de Stranger Things veio para conquistar nosso coração e no fazer aguardar ansiosamente pelo que viria a seguir, a segunda temporada veio para reafirmar tudo isso e até um pouco mais. A espera pela temporada foi torturante, nos tornamos fãs de uma obra incrivelmente original, recheada de personagens carismáticos e corajosos, a ficção científica e as cenas de pura tensão, nos conquistaram de um jeito. Quando o dia da estreia chegou fomos todos maratonar loucamente, quando comecei a assistir não deu para parar mais, a série foi consumida em um só dia. Quem aí passou pelo mesmo? 

Após toda essa ansiedade e consumo rápido de Stranger Things nos deixou orfãos, mais uma vez, possivelmente a terceira temporada tenha estreia prevista para 2019, então vamos relembrar os momentos mais marcantes e tentar matar a saudade, pois a espera vai ser mais longa que a anterior, choros. 

ATENÇÃO: Obviamente, vai ter muito spoiler. Então, assiste primeiro e depois volte aqui, combinado?

Quando os garotos descobrem quem é a Mad Max


Quando os garotos vão ao fliperama e descobrem que Dustin teve seu recorde ultrapassado por alguém denominada Mad Max, eles ficam tentando imaginar quem é, além de fazer referência ao filme australiano de 1979, o mais interessante é que a pessoa por trás da quebra de recorde é uma garota chamada Max. É incrível a quebra do paradigma, na série, de que jogos são para meninos, apenas, e sabemos que nós garotas e mulheres arrasamos também, então ver Max ultrapassando o score de Dustin foi muito marcante e importante.

Inclusive, foi uma boa introdução para a personagem, que vemos ao longo da temporada o quanto gosta de jogar, além também de passar a integrar o grupo após essa descoberta. Esperamos que Max represente ainda mais essas quebras de paradigmas na série, pois sabemos o quanto isso pode influenciar positivamente aqueles que estão assistindo, além de trazer para a ficção algo que é realidade. Nota da Pinguim: #GoGirl 💙


Mike e El se reencontrando


Desde o início da temporada foi um sofrimento absurdo para a Eleven ficar escondida, sem ver os amigos e principalmente o Mike, acompanhamos todo esse processo, então era algo muito esperado o encontro dela com ele e também com o restante do grupo. Quando isso de fato ocorreu foi bastante emocionante, a El chegou com tudo, defendendo e salvando os amigos dos democães, rainha faz assim, meus caros. 

Quando Mike e El se veem dá para ver no rosto deles a emoção e nas cenas a seguir o quanto foi difícil para ele, até porque se relembrarmos nenhum deles tinham certeza se a El estava bem. Então, foi de cortar o coração essas cenas. Fora o abraço super fofo que eles deram, que nos faz soltar aquele awn.

Mike: Eu nunca desisti de você. Liguei todas as noite por...
Eleven: Por 353 dias. Eu ouvi.

Na mesma sequencia temos ainda, a El abraçando Dustin e Lucas, matando a saudade dos amigos, todos sentiam saudade um dos outros. É muita emoção para o nosso coração, gente.
Dustin e Lucas: Sentimos sua falta.
Eleven: Também senti.
Dustin: Falamos de você todos os dias.

A relação do Dustin com o Steve


Quando a temporada iniciou não sabíamos o quanto Steve ia se tornar um dos personagens mais incrível, até porque na primeira ele era tão raso e chato, mas o desenvolvimento e crescimento do personagem nos permitiu admirar um lado dele que não conhecíamos. Sendo uma das grandes surpresas da temporada.

A relação de Dustin e Steve era também muito inesperada, mas vimos uma amizade incrível florescer, quando Dustin não consegue encontrar nenhum dos amigos para o ajudar a capturar D'Art, que descobre ser um democão, acaba esbarrando com Steve e pede ajuda a ele, então. Desde aí, começa a surgir uma relação quase que de irmãos, Steve dá uns conselhos para Dustin e temos, portanto, cenas divertidas e engraçadas, principalmente quando Steve revela o segredo do seu cabelo.

Outro momento fofinho entre ambos é quando Steve leva Dustin até o baile, temos aí mais alguns conselhos.

Nota da Pinguim: Steve como babá arrasa demais, a relação dele com as crianças não poderia ter sido melhor.

Eleven encontrando a irmã


O episódio focado na busca da Eleven para encontrar a irmã é muito importante, pois contribui bastante para a narrativa da história e para eventos futuros dentro da trama, como a El fechando o portal ao final da temporada. Eleven descobre mais sobre si mesma, sobre seus poderes, sua origem e isso nos permite saber mais a respeito dela, uma vez que eram espaços em branco deixados na primeira temporada. Temos um vislumbre maior do potencial do poder que ela detém e o quão necessário foi ela saber como ter acesso e controlar ele. 

Outro importante fator desse episódio é que conhecemos também Kali, que certamente aparecerá mais na próxima temporada, ela foi muito bem introduzida, entendemos suas motivações e sabemos melhor sobre seu passado também. As consequências do que fizeram com ela estão ali bem visíveis, a vemos usando seu poder, que é incrível demais, para obter vingança daqueles que fizeram aquelas coisas com elas. É muito interessante observar as diferenças e o quanto uma aprende com a outra, ambas têm visões diferentes sobre as coisas, mas conseguimos perceber o quanto uma acaba se importando com a outra.

Mal posso esperar mais para mais desenvolvimento para o arco da Kali e ver um pouco mais das irmãs juntas.

Will sendo possuído pelo monstro das sombras


Uma das cenas mais tensas da segunda temporada, sem sombra de dúvidas, seguindo o conselho dado por Bob, errou feio amigo, Will decide enfrentar o monstro das sombras, mas nesse embate acaba se dando muito mal, pois o maldito monstro resolve entrar dentro de Will. A partir de então o garoto sofre horrores na mão do monstro e a gente sofre junto, afinal, a possessão é uma cena desconfortável e perturbadora. Pobre, Will, não consegue ter paz nenhuma. Mas, o mais interessante é que descobrimos o que o garoto expele no último episódio da primeira temporada, além de compreender porque o monstro resolve utilizar Will. A cena da exorcização é bem impactante também, Demorgogan metia medo, mas olha que o monstro das sombras não fica pra trás, não.

Nota da Pinguim: não iria querer um bicho estranho desses habitando no meu corpo, credo.

Os democães no ferro velho


Se a possessão que o Will sofre é tensa, a cena dos democães no ferro velho não deixa por menos, toda a atmosfera é assustadora, confesso que até segurei a respiração, pois tememos pela vida do Steve, uma vez que ele se coloca como isca no plano de capturar D'Art, o que nenhum deles sabia era que o democão não estava sozinho. Os democães encurralam bem Steve e nossa a gente quase tem um treco, não é mesmo?

Mas, respiramos aliviados que Steve e as crianças ficam bem, ufa Stranger Things, essa foi por pouco. Essa névoa que aparece na imagem foi muito bem colocada, ajudou demais para criar a sensação de suspense e tensão no ar, parabéns aos envolvidos.

Nota da Pinguim: o cenário me lembrou muito Resident Evil, além, é claro, que os democães se parecem também bastante com as criaturas dos jogos.

Eleven fechando o portal



Como citado anteriormente, o episódio de encontro entre Eleven e Kali foi extremamente importante para a série, pois além de trazer a origem da El, ainda introduziu uma personagem forte e acrescentou muito para a narrativa da série, uma vez que permitiu que esse evento fosse possível. 

Eleven não conhecia toda a dimensão do potencial do seu poder, sendo totalmente necessário o treinamento com Kali, que a ensina a ter acesso e controle das suas habilidade, então quando El volta e descobre que precisa fechar o portal, a vemos recorrendo aos ensinamentos dados por sua irmã.

Essa cena é bem emocionante e marcante, pois temos a evolução e crescimento de uma das personagens principal e podemos perceber o quão necessária ela é nessa luta contra os monstros do mundo invertido, já tínhamos um vislumbre na temporada passada, mas isso se firma ainda mais com a segunda e tenho certeza que será reforçado na próxima.

Nota da Pinguim: aposto que vocês também estavam loucos para ver El em ação, vimos ela usando as habilidades em outros momentos da temporada, mas vocês sabem do que eu estou falando, certo?

Monstro das sombras furioso no último episódio


Precisamos enaltecer a força que teve esse final, inclusive porque encerra o ciclo apresentado nas primeiras temporadas, mas deixa em aberto novas possibilidades. Vemos o monstro das sombras furioso, mas realmente furioso, o que quer dizer que ele não vai parar de atormentar Hawkins. Uma das coisas que mais me deixou feliz é que não sabemos o que exatamente virá na terceira temporada, em nenhum momento, a segunda temporada entregou isso, então ficamos intrigados e imaginando quais serão as próximas ameaças, o que o monstro das sombras vai tramar, o quão poderoso ele é sobre os Demorgogans e Democães, afinal eles parecem obedecer bem o monstro, outro fato interessante é que presença desses últimos nos deixa em aberto a possibilidade de haver mais criaturas que não conhecíamos. 

E também nos faz considerar a questão de que será que existe alguém mais poderoso por trás do monstro das sombras? Até porque não conhecemos como funciona a hierarquia do mundo invertido, então o que nos resta é esperar ansiosamente que as respostas cheguem na terceira temporada, que pode ser lançada apenas em 2019. Rios de choros, tagarelas.

Menções honrosas

 Max batendo no irmão para salvar ela e os amigos do imbecil


Max se mostrou uma personagem forte e cativante, conhecemos a relação conturbada, e coloca conturbada nisso, dela com o irmão Billy, odioso ele diga-se de passagem, além de conhecermos o quão complicada é a sua família, uma vez que sua mãe casou com o pai de Billy, que joga toda a responsabilidade de cuidar de Max nas mãos do irmão emprestado, o que é extremamente errado, além de o tratar pessimamente mal, vamos ser redundantes mesmo porque o caso pede,  não é a toa que Billy é horrível. 

Mas, enfim, Max sai com Lucas e encontra os amigos escondido de Billy, que quando os pais chegam não sabe onde a garota foi para, então o pai o obriga a ir atrás dela e descobrir seu paradeiro, quando descobre e tenta obrigar Max a voltar, Steve intervem e tenta impedir, os dois começam a lutar e quando Billy está agredindo ferozmente Steve, Max pega a seringa com tranquilizante e acerta no pescoço dele, além de depois pegar o taco com espinhos e o ameaçar dizendo pra deixar ela e os amigos em paz. Uma cena muito bem feita, pois enquanto nenhum dos seus amigos fez nada para impedir, ela toma uma decisão e parte para cima do irmão, que detalhe era péssimo e abusivo com ela, uma cena bem representativa e temos mais uma vez o vislumbre do quão forte a personagem é, não só em questão de força física, mas em personalidade mesmo. Queremos mais Mad Max na próxima temporada já!

Ataque dos democães no laboratório




Toda a cena que se passa no laboratório me lembra demais Resident Evil, sério, a minha franquia de jogos preferidos, então imaginem o quão cheio meus olhos ficaram com esse arco. Spoiler, fiquei bastante admirada e feliz. Temos, mais uma vez, uma sequência de cenas marcantes e tensas, afinal o monstro das sombras enviou os seus cães satânicos para atacar o pessoal do laboratório, então as pessoas começaram a morrer e virar comida de democão. Os corredores ficaram cheios de corpos, cenas em que um personagem acompanha outro através de monitores, elevador que abre e as pessoas estão sendo comidas pelos democães lá dentro, se isso não lembra Resident Evil, eu não sei mais o que vai. Tenho certeza que não foi proposital, tem que ser referência ou easter egg.

Enfim, ficamos muito nervosos durante todo o desenrolar desse arco, que se encerra com Bob morrendo e sendo devorado por um democão que ele vinha fugindo, em uma cena bastante emocionante e a la RE, de novo.

A relação do Dustin com D'Art 


Algo que também me fez questionar algumas coisas é a relação de Dustin com o democão, Dart, torci demais para que a criatura fosse algo bonzinho do mundo invertido, mas acontece que fazia parte da horda dos Dermogogans, sendo uma espécie um pouquinho diferente. O que foi uma surpresa, ou não, pois talvez fosse de se esperar com a evolução de Dart que ele fosse um bicho meio maligno, mas também, se isso n]ao surpreendeu, talvez, ao final quando Steve e as crianças estão nos túneis do mundo invertido e Dart deixa eles escaparem quando reconhece Dustin e o mesmo lhe dá seu doce preferido, 3 Musketeers, talvez isso nos tenha pego de surpresa.

Nessa cena quero ressaltar a importância da relação de Dustin com a criatura, uma vez sendo criada por ele, percebemos a capacidade do democão de reconhecer o seu dono, poderia então surgir disso uma vantagem? Dart não atacou o garoto e consequentemente deixou seus amigos escaparem, então poderiam eles criar outros democães e assim conseguir que as criaturas os defenda? Seria uma abordagem interessante, vocês não acham? Foi outro elemento que ficou em aberto e só poderemos saber em temporadas futuras.

Nota da Pinguim: achei muito fofo a preocupação do Dustin desde o início com a criatura, inclusive, me identifiquei bastante. Acho emocionante a relação do ser humano com outros bichos. Não acredito que eles deveriam ter atacado Dart desde o começo até porque não tinha como saber se ele iria ser mal ou não, então concordo com a atitude do Dustin. E, vocês?


Acho a maior crueldade que a terceira temporada possa estrear em apenas 2019, mas se for isso mesmo, então é bom que eles entreguem uma temporada ainda mais incrível, não é mesmo? Afinal tempo é o que não vai faltar. Até lá a gente sofre e relembra alguns momentos marcantes, né?

Então, tagarelem comigo. qual momento foi mais marcante para ti? Qual vocês mais gostaram? Já estão com saudades dessa galerinha? Quais suas teorias para a próxima temporada? Enfim, o que acharam dos momentos escolhidos pela Pinguim e também o que acharam de Stranger Things 2?

Acompanha a Pinguim Tagarela no mundo invertido das redes sociais:


Até a próxima tagarelice e lembrem-se de garantir que vocês não estão criando um democão!

Veja Também

14 Tagarelices

  1. As pessoas ficam falando que a segunda temporada perdeu a graça, mas não perdeu a graça pra mim <3
    As cenas do laboratório realmente ficaram muuuito resident evil e eu acho que deveriam estar lá em cima, não nas menções honrosas porque eu fiquei com o coração na mão hahaha
    Fora isso meu favorito com certeza foi a relação do Steve com o Dustin, muito fofinho <333
    E o ferro velho e o final também foi otimo, tudo ótimo hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei que está tão boa quanto a primeira <3

      Fiquei muito apaixonada com as cenas do laboratório, quase tive um treco também, super tensas e bem feitas. Como não amar a relação Steve e Dustin, os mais amorzinhos da temporada!

      Tava tudo mt incrível hahaha
      Beijos da Pinguim

      Excluir
  2. Stranger Things é aquele tipo de série amorzinho, cheia das referências que amo e com personagens carismáticos que quero ter como amigos. ♥
    Lembro que "pirei" muito com a primeira temporada, mas essa segunda conseguiu me surpreender ainda mais, talvez por conta da carga emocional que achei mais forte, não sei. Adorei relembrar cada momento mágico através desse post, acabei ficando com vontade de rever a série toda do começo, hahaha. E quanto a só voltar em 2019, como aguentar até lá? :(

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definiu muito bem a série <3

      Eu acho que a carga emocional e também o fato de que conhecíamos melhor os protagonista, isso ajudou com que a série nos ganhasse ainda mais, né?

      Ai que ótimo que relembrar os momentos foi divertido, eu adorei demais relembrar enquanto escrevia também. Ainda bem que por enquanto não confirmado, mas acredito que se tudo der certo estreia antes <3

      Beijos da Pinguim!

      Excluir
  3. Eu gostei da segunda temporada, mas pra mim não chegou no nível da primeira. Algumas coisas simplesmente não funcionaram ou foram mal executadas. No fim, acabou fechando bem, mas pra uma série no patamar que Stranger Things chegou esperava uma coisa muito melhor. No entanto, esses momentos que você escolheu foram alguns dos pontos mais positivos da temporada. A Max batendo no irmão deveria estar entre os primeiros. HAHAHA

    xoxo http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda não sei qual minha preferida, amei as duas ahhahah quais coisas tu não acha que funcionou ou foram mal executadas?

      Foram momentos bem marcantes mesmo, né?
      Fiquei muito feliz quando ela ameaçou o irmão, eu não vou negar dei um berro dasjdoasjdoa

      Excluir
  4. Tenho que confessar que quando li o título da tua postagem já pulei pros comentários que ainda não vi a segunda temporada e não quero estragar minha experiencia com a série. Então pra fugir do risco de spoiler não lia sua postagem. =/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu li apenas os tópicos pois ainda não assisti nem a 1º temporada,gostei de saber algumas coisas e receber alguns spoiler(não ligo muito para eles).Quando assistir já estarei preparada para os tombos dessa série,
    ótimo port.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      Dependendo do spoiler eu também não ligo hahaha
      Espero que goste bastante da série, volta aqui pra me contar o que achou. Espero que os tópicos tenham te deixado com ainda mais vontade.

      Beijos da Pinguim!

      Excluir
  6. Eu achei a segunda temporada mil vezes melhor do que a primeira! Ficou tudo tão mais forte e impactante! Não sei dizer quais foram os momentos mais marcantes para mim hauhuaha

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série tem melhorado cada vez mais, a expectativa para a terceira temporada já tá se mostrando hahaha

      Excluir
  7. Adoro as series deste estilo. O elenco é sensacional, Finn Wolfhard é excelente, recém o vi em It, ele fez um excelente trabalho como Richie. It: A coisa o filme é minha história favorita de Stephen King, acho que o novo Pennywise é muito mais escuro e mais assustador, Bill Skarsgård é o indicado para interpretar o palhaço. Os filmes de terror são meus preferidos, evolucionaram com melhores efeitos visuais e tratam de se superar a eles mesmos. Eu gosto da atmosfera de suspense que geram. It tem protagonistas sólidos e um roteiro diferente. O clube dos perdedores é muito divertido e acho que os atores são muito talentosos. Já quero ver a segunda parte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O elenco mirim é puro arraso mesmo. Eu amo filmes e séries de terror também e It foi maravilhoso, tomei vários sustos no cinema, se quiser conferir o que achei sobre o filme, tem crítica dele por aqui.

      Excluir

comentário(s) pelo facebook: