Pinguim Tagarela | Cultura pop e nerd a uma tagarelice de distância! 8 jogos para vivenciar o medo - Pinguim Tagarela
Tecnologia do Blogger.

8 jogos para vivenciar o medo

Por - 11 outubro

8 jogos para vivenciar o medo

Quer melhor forma de experimentar o medo e celebrar o mês do Halloween do que entrando naquele universo bizarro, assustador e viver o terror que aqueles personagens vivem? Então, a melhor pedida são por jogos que proporcionem isso. Estão preparados? Apaguem as luzes, preparem o coração para muito susto e abram as portas para o medo. Vamos aos jogos?

Layers of fear (2016)

Layers of fear | 8 jogos para vivenciar o medo




É um game de terror psicológico, onde um pintor enlouquecido do século XIX precisa desesperadamente finalizar sua obra de pintura depois que eventos trágicos aconteceram em seu passado, mas conforme ela vai avançando mais dentro de sua cabeça insana entramos e conhecemos seu passado, ele vê todo tipo de bizarrice, o tempo todo. 

Para buscar inspiração para continuar com sua obra, constantemente precisamos sair do atelier e explorar a mansão em que mora, a cada porta que entramos, não sabemos o que encontraremos, pois a cada abrir de porta temos algo novo. A experiência é bastante diferente de tudo o que você já jogou e utilizam muito bem a trilha sonora, os detalhes da mansão e a saúde mental debilitada do personagem para realizar isso.

O jogo tem uma referência a O Retrato de Dorian Grey. É em primeira pessoa e possui para as plataformas PS4, Xbox One e PC.

Se tem uma coisa que é garantida em Layers of fear é a de que vamos descamar cada uma das camadas do medo. O susto vem incluso.

The Evil Within (2014)

The Evil Within | 8 jogos para vivenciar o medo


É um survivor horror desenvolvido pelo mesmo criador de Resident Evil, Shinji Mikame, que buscou trazer para o game muitos elementos dos grandes jogos do gênero, vemos, portanto, muitas referências, principalmente da franquia criada pelo Mikame. O game é sobre uma investigação liderada pelo detetive Sebastian Castellanos e sua equipe, que após um chamado da polícia vão até o Asilo Beacon, onde ocorreu um massacre. A partir disso temos muitas criaturas bizarras de aterrorizar nosso psicológico, muito sangue e sustos. Se você gosta de conteúdo visceral, esse game é perfeito para você. 

Macabro é a definição mais que perfeita para The Evil Within. Temos uma variedade grande de zumbis, demônios e criaturas horrendas, muitas dilacerações e um ambiente claustrofóbico e assustador demais. Susto, medo e pavor são coisas que o game proporciona de uma maneira perfeitamente incrível.

Disponível para as plataformas PS4, Xbox One, PS3, Xbox 360 e PC. Não tem desculpa para não jogar esse survivor horror, certo?

A sequência The Evil Within 2 estreia agora em 13 de Outubro

Resident Evil (1996)

Resident Evil | 8 Jogos para vivenciar o medo

Um dos grandes difusores do gênero survivor horror, o que o tornou um dos clássicos do gênero. A franquia possui muitos títulos sendo o primeiro (Resident Evil 1) lançado em 1996, sendo seguido por Residente Evil 2 (1998), Resident Evil 3: Nemesis (1999), Resident Evil CODE: Veronica (2001), Resident Evil Zero (2002), Resident Evil 4 (2005), Resident Evil 5 (2009), Resident Evil 6 (2012) e mais recentemente Resident Evil 7 (2017). Todos esses fazem parte da série principal, mas a franquia conta também com alguns spin-offs.

Geralmente em terceira pessoa, a franquia foi influenciada por Alone in The Dark, trouxe inúmeras inovações para os games que viriam posteriormente, sendo, portanto, um marco. É perfeito para quem ama o gênero, zumbis, cenários assustadores, sustos constantes e monstros bizarros. A história dos jogos da franquia são interessantes, além de envolventes e retratam bem ameças biológicas. Vivemos o famoso apocalipse zumbi.

Um diferencial de Resident são os seus puzzles, que são extremamente incríveis de montar e que ajudam, juntamente com a ambientalização e trilha sonora, a criar um clima de pura tensão e nervosismo. 

Sabe o melhor? Dá para fazer uma maratona com os games da franquia. Tem disponível para basicamente todas as plataformas, incluindo, obviamente, PS2, Xbox 360, PS3, Xbox One, PS4 e PC. Não se tem desculpa mesmo para não jogar até porque é uma franquia incrível e um clássico, né?

PS: Meu jogo favorito da vida é Resident Evil 4, sempre fico nostálgica, pois fez parte da minha infância. Mas, toda a franquia tem um lugar especial no meu coração, sendo minha preferida.

Dead Space (2010)

Dead Space | 8 jogos para vivenciar o medo

Em terceira pessoa, Dead Space é um survivor horror de um universo da ficção científica do séc XXVI. É um dos jogos mais visceral e brutal dessa lista e também da atualidade. Possui mortes fortes e violência bem explícita. Oi, aversão ao sangue. Temos crianças mutantes e as mortes delas não são nem um pouco escondidas, um dos poucos games em que isso ocorre.

O game possui um clima assustador e bizarro, os monstros quase faz com que a gente morra do coração de tão sinistros que são. A câmera do jogo é próxima ao jogador, isso faz com que se crie uma atmosfera claustrofóbica e a armadura pesada do personagem nos dá pouca mobilidade aumentando assim nossa tensão

O arrepio na espinha e a agonia é sentida o tempo todo, afinal estamos falando de aliens parasitas do corpo, se não de ter um negócio, um desespero, eu não sei mais o que vai.  

Dead Space está disponível para as plataformas Xbox 360, PS3, PC e Nintendo Wii. Possui duas sequências: Dead Space 2 (2011) e Dead Space 3 (2013). Preparados para um ambiente de total suspense e adrenalina?

Silent Hill (1999)

Silent Hill | 8 jogos para vivenciar o medo


É uma franquia de survivor horror, bem popular, bem perturbadora em um nível inexplicável e um dos grandes clássicos do terror. Assim como Resident Evil, Silent Hill marcou o gênero e influenciou muitos jogos que viriam depois dele. 

A franchising possui vários títulos, mas a série principal conta com o primeiro Sillent Hill (1999), Silent Hill 2 (2001), Silent Hill 3 (2003), Silent Hill 4: The Room (2004), Silent Hill: Origins (2007), Silent Hill: Homecoming (2008), Silent Hill: Shotterred Memories (2010) e Silent Hill: Downpour (2012).

Contando com ambientes tridimensionais, realidade paralela, criaturas bizarissímas e muita nevoa a la The Mist, a franquia veio para aterrorizar o psicológico e nos perturbar de uma maneira inimaginável. Desafio vocês a jogarem e não ficarem com o jogo na mente, completamente impossível, pois a imersão é grande e quando vê vocês estão pensando nas coisas bizarras que acontecem naquele mundo.

O que eu posso garantir é que dá muito medo, mas muito medo mesmo. Os games estão disponíveis para Xbox 360, PS2, PS3, Xbox One, PS4 e PC.

Mais um que dá para fazer uma maratona do terror!

Alan Wake (2010)

Alan Wake | 8 jogos para vivenciar o medo

É uma mistura de survivor horror e thriller psicológico, dividido em 6 episódios e possuindo mais 2 especiais. O jogo é sobre um escritor de bestsellers do gênero terror psicológico que enfrenta um bloqueio criativo,então sua mulher Alice resolve o levar para a cidade de Bright Falls a fim de recuperar sua criatividade. No entanto, Alice desaparece e o autor começa uma jornada para descobrir o que aconteceu e é aí que seus piores pesadelos se tornam realidade. Alan se dá conta que está vivendo um conto de horror que não escreveu

Munido de uma narrativa e atmosfera incríveis, Alan Wake se destaca para trazer elementos sobrenaturais para o game. Durante o jogo muito se tem aquele clima de escritores como Poe, King e Lovecraft, grandes nomes do terror. E, isso, não é atoa, uma vez que percebemos o quanto Alan Wake se inspirou nas obras destes autores. Os inimigos são sensíveis a luz, então sua melhor arma é uma lanterna, nisso o game desperta, então, o nosso medo do escuro, pois ao cair da noite as coisas ficam realmente estranhas. 

Pela sua premissa original e atmosfera assustadora, o game ganhou como O Jogo do Ano em 2010 pela Revista Time e também ganhou como Melhor Jogo de Terror de 2010 pelo IGN. Não é pouca coisa, hein.

Alan Wake está disponível para Xbox 360 e PC. Possui uma sequência chamada Alan Wake's American Nightmare. Você não vai perder de jogar esse jogo incrível e assustador, vai? Ainda mais que tem aquele clima que tanto adoramos em histórias dos grandes escritores do terror.


Outlast (2013)

Outlast | 8 jogos para vivenciar o medo

É um survivor horror em primeira pessoa que assim como The Devil Within se passa em um hospício (uma dica fiquem longe!). O personagem principal Miles Upshur é um jornalista autônomo que recebe um e-mail de uma fonte anonima o informando sobre um hospital psiquiátrico que é comandando pela corporação Murkoff, ao chegar lá encontra o hospício abandonado, no entanto, há carros da SWAT, motivado pela curiosidade, Miles começa a investigar o local e se depara com corpos mutilados nos corredores.

O personagem principal não possui habilidades de combate, logo tudo o que precisamos fazer é correr e se esconder, até despistar aquilo que nos persegue, a sensação por isso gerada é de imponência e desespero. Todo o clima do jogo nos faz ter medo apenas de estar presente ali e a expectativa de encontrar algum dos inimigos gera uma tremenda ansiedade.

Devido o hospital psiquiátrico ser em grande parte escuro, Miles usa uma câmera de visão noturna para enxergar, o consumo da bateria deve ser coletado e administrado e nisso vem mais desespero. Quando o personagem se fere é necessário evitar que ele se machuque mais a fim de que ele possa se recurar. Outlast tem bastante realismo, o que o deixa ainda mais assustador.

Tem muito terror psicológico, muita violência e a vulnerabilidade do personagem, é a nossa.

Disponível par PS4, Xbox One e PC. Tem uma sequência Outlast 2 que lançou agora em 2017. Prontos para serem traumatizados?

Amnesia: The Dark Descent (2010)

Amnesia | 8 jogos para vivenciar o medo

Para fechar com chave de ouro, assim como começamos, Amnesia é um jogo de survivor horror, essa lista está cheia deles, em primeira pessoa com um personagem que tem fobia ao escuro, inclusive, durante a gameplay o personagem pode até desmaiar, bem realista, né?

Um dos grandes pontos desse game é que o personagem é bastante vulnerável e não possui armas, ou seja, temos que ficar correndo e se escondendo o tempo todo. Isso dá um nervosismo desgraçado e uma ansiedade sem fim. A grande jogada é evitar ambientes obscuros e assustadores para manter nosso personagem equilibrado, pois se ele começa a ficar com muito medo, passa a ter ilusões fortes e não sabemos o que é real e o que não é. O medo e o susto virão aos montes, nem adianta tentar se iludir dizendo que não. É para fazer estrago no seu psicológico mesmo.
Amnesia está disponível apenas para PC. Os criadores desenvolveram "uma história alternativa que se passa no mesmo universo" chamada Amnesia: A Machine for Pigs. Só o nome já me deu um treco. 

Então, tagarelem comigo, qual da lista vocês ficaram com mais medo? Quais vão aproveitar esse mês macabro para jogar? Já jogaram algum? Qual outro acrescentariam na lista?

Acompanhe a Pinguim Tagarela nas redes sociais e deixe-se envolver pelas tagarelices:


Até a próxima tagarelice e lembrem-se de não confiar em ninguém de noite!


Veja Também

2 Tagarelices

  1. Amo jogos de terror MAS EU TENHO UM CAGAÇO QUE VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO, me sinto totalmente na pele do personagem ahahaha Sou doido pra jogar esse Outlast e The Evil Within. Meu preferido de longe é Resident Evil, os jogos fizeram parte da minha infância e hoje em dia sou mega fã de tudo da franquia. Os cenários e a trilha sonora dos primeiros jogos não tem comparação com nada, é muito aterrorizador AHAHAHA E indico também o jogo do Slender, dá pra jogar fácil pelo PC se não me engano, é bem famoso e dá MUITO medo.

    xoxo http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haahahah somos dois, eu sou muito medrosa, tomo susto por nada, mas amo a sensação não vou negar. Resident Evil é minha franquia preferida da vida, tenho altas história pra contar. Que feliz em saber que tu é fã também. Dá um baita medo, lembro de jogar de madrugada e depois não conseguir dormir. Vou procurar pra jogar, obrigada!

      Beijos

      Excluir

comentário(s) pelo facebook: