Site Loader

Esta resenha é referente ao livro Eleanor & park da escritora Rainbow Rowell.
Este texto/resenha não tem intuito de dar spoiler. Busco apresentar os fatos que tornam as histórias únicas e especiais para mim. Cada história interage de forma particular para cada um. Eu lhes apresento a minha:
Eleanor & park é direcionado ao público jovem adulto, devido a sua linguagem que é mais “pesadinha”. Contém 325 páginas de uma história simples, porém cativante, onde muitas vezes me peguei me colocando no lugar dos personagens principais durante a leitura. Sendo eles bem desenvolvidos e com características que os aproximam do leitor

Eleanor é uma menina de cabelo cacheado ruivo, gordinha que utiliza vestes de menino, muitas delas surradas, mas apesar de toda a aparência ela demonstra o quão forte é conforme vamos entrando na história. Pois, os problemas presente em sua vida não são fáceis de lidar e ela consegue conviver com eles sem se lamentar pelos cantos. Além de muito inteligente Eleanor, tem uma maneira peculiar de ver as coisas, o que a torna diferente. Outra característica que me levou a admirá-la são as suas colocações um tanto divertidas.

O que dizer de Park, um garoto quieto que não gosta muito de se misturar (vive na sua). Mas curte boas músicas e histórias em quadrinhos. Sabe lutar Taekwondo devido ao seu pai que tem certo fascínio por esta arte marcial. Chamado por Eleanor de “mestiço”, pois tem sangue coreano por parte de mãe. Descobrimos ao longo da história que é meio bobo (sabe, do tipo romântico. Ah, vocês entenderam!). Sobre sua aparência: tem olhos puxados (meio obvio), cabelo preto e essas coisas de asiáticos, sabem? Impossível não gostar de park e também de Eleanor, mas mais impossível ainda é não gostar do conjunto que eles formam.

A história toda se passa nos anos 80, então é recheado de referencias a filmes, programas de televisão e o principal de tudo música. O que torna a leitura mais dinâmica e divertida. O cenário principal é as idas e vindas do ônibus escolar, onde passam a maior parte do tempo. Mas, depois isso muda um pouco. Misteriozinho básico para que vocês fiquem curiosos e queiram ler o livro. No começo, park não gosta muito dela e os outros também não (ela sofre bullying), ninguém se mostra hospitaleiro em seu primeiro dia de aula tampouco mostram-se interessados em permitir que ela sente ao seu lado. De uma forma meio fria, park a convida para sentar – vendo que ninguém o faria – Não há nenhuma troca de palavras durante alguns dias até que Eleanor passa a ler de canto de olho as HQ’s de Park. Dando inicio a amizade deles, que depois gerará um grande amor. Sendo assim, começam a partilhar os mesmos gostos – Não todos, né – Mas, muitas músicas e HQ’s. E, todos estes momentos não são apenas fofos, mas profundos.
Mesmo tendo foco principal que é o sentimento de um pelo outro, há também a parte contrastante que são as dificuldades e problemas de Eleanor, que quando não sofre bullying de alguns colegas, passa poucas e boas nas mãos do carrasco padrasto.
Muitas pessoas consideraram o livro meloso, particularmente não achei. É leve, divertido e inspirador. Bom de ler, eu diria.

Em minhas considerações finais, tenho a acrescentar que o único ponto negativo ao meu ver foi o final – Sou completamente encantada com finais – E não foi apenas pelo fato de ser meio triste e tal (eu até gosto em algumas histórias, sabe é um pouco de emoção a mais, as vezes), mas ficou faltando muitas informações. Quando vê tinha acabado e de uma forma sem todo aquele UAU, não impactou tanto e as últimas palavras ficaram meio soltas. Mas, ouvi rumores de que a autora iria dar continuação a história, então sendo assim, talvez podemos obter as respostas que esse final deixou no ar.
Premiação especial: O prêmio de pior ser humano e padrasto fictício vai para nada mais, nada menos que – RUFAM OS TAMBORES – Richie! O personagem me suscitou uma ira muito grande, devido as suas colocações e atos, maltratando não somente Eleanor, mas a mãe e irmãos dela. Bem digno de ódio, é sério!
Enfim, minha classificação para o livro é 4 pinguins. Amei o livro, mas o final não me permitiu dar 5.

Se você já leu, o que achou? Conte-me. E, se ainda não leu, tem vontade de ler? Tagarelem comigo.

Diovana Vargas

16 Replies to “Eleanor & Park | Primeiro livro do ano, primeiro post”

  1. Uau voce relamente me deixou com vontade de ler esse livro, e as fotos da postagem estão lindaaass, boa camera tambem! Parabens tudo ficou bonito.
    Dica: Quando a gente continue lendo abre outra guia não seria melhor abrir na mesma guia? Assim podemos ler muitos posts aqui sem encher de guias o navegador 🙂

    MALUCA POR ESTRELAS
    malucaporestrelas.blogspot.com

  2. Oi, bianca!
    Eu gostei justamente por causa dessa inocência, desse tom mais leve. Muito bom poder ouvir uma opinião diferente. O final realmente deixou tantos assuntos em abertos que eu me decepcionei um pouco.
    Muito obrigada, é super importante saber o que vcs acharam <3
    Beijos no core.

  3. Ainda não li esse livro, mas já ouvi falarem tanto dele que talvez esse seja um dos motivos. rs Também porque tenho uma lista enorme de livros esperando há muito tempo serem lidos.
    Gostei bastante da sua resenha porque você fala sobre a história, mas não conta a história toda… o que deixa uma curiosidade para lê-la depois. 😀

    beijooos
    comvistaparavida.blogspot.com

  4. Eu tô com muita vontade de ler esse livro!
    Acabei de conhecer seu blog! Ele é novinho, né? Desejo muito sucesso, seguidores, e que você goste muito de ter um blog, haha!
    Super amei o post! 😀
    Estou seguindo seu blog!
    Espero sua visita!
    http://www.bellaquebela.com
    facebook.com/bellaquebela
    instagram.com/bellaquebela
    youtube.com/bellaqbela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *